Roberto Rocha articula solução para a construção civil de Imperatriz

Empresários do ramo alegam que portaria do governo pode trazer prejuízos, se for cortado o financiamento para pavimentação asfáltica em vias de acesso

FOTO OK

Construtores da Associação de Apoio à Construção Civil de Imperatriz (Assacc), acompanhados pelo senador Roberto Rocha (PSDB-MA), estiveram nesta semana em audiência na Superintendência de Habitação da Caixa Econômica Federal (CEF), em Brasília, para solicitar que a Portaria 570/2016, do Ministério das Cidades, seja flexibilizada. É que o texto ministerial diz que o banco só poderá financiar obras de pavimentação asfáltica entre o acesso das unidades habitacionais e uma via urbana até 31 de dezembro de 2018.

Antes, os empresários foram a Casa Civil, no Palácio do Planalto, junto com o senador Roberto Rocha e com o ex-prefeito Sebastião Madeira. Eles desejam que essa data seja estendida. De acordo com diretor da Assacc, Humberto Brito, sem essa linha de financiamento, as casas construídas ou aquelas que ainda serão erguidas em áreas mais distantes ou isoladas, por exemplo, correm o risco de ficarem sem asfaltamento. “Não temos condições de fazer a pavimentação até a via de acesso. Isso inviabiliza a atividade e a construção de casas, condomínios e, consequentemente, prejudica todo o setor da construção, com desempregos em massa”, afirmou.

O superintendente da Caixa Econômica, Henrique Marra, aceitou a sugestão do senador Roberto Rocha e do deputado estadual Alexandre Almeida (PSDB) para que a associação dos construtores apresentasse um documento, contendo também relatório fotográfico de caso a caso. “Avaliaremos a situação de todos para que não haja prejuízo a ninguém”, disse.

Enquanto isso, o parlamentar maranhense vai agendar uma audiência no Ministério das Cidades para articular politicamente uma solução. “Levaremos essa questão ao ministro e se for o caso todos aqui também irão. A construção civil é uma atividade econômica muito importante. Ela gera empregos e desenvolvimento para a cidade de Imperatriz”, destacou Roberto Rocha.

Receba Publicações

Estudantes de Direito que têm interesse em receber o exemplar do Novo Código de Processo Civil (CPC), cadastrem-se e recebam gratuitamente.

Cadastre e receba
Para sugerir um projeto, enviar um recado ou pedir uma entrevista.