Guaraná JesusO Guaraná Jesus, maranhense raiz, atualmente é da Coca Cola, símbolo do capitalismo americano.
No Maranhão vendia mais que a Coca Cola, e por muito tempo foi proibido pela multinacional americana de ser vendido fora do estado, pois o dono era também o representante da Coca Cola no estado.
Recentemente o refrigerante foi motivo de uma polêmica envolvendo o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.
Dentro de uma quitanda em Bacabeira, em tom de brincadeira, o deputado Aluísio Mendes disse ao presidente:
– “Pode tomar, presidente. É cor de rosa, mas pode tomar sem medo”.
Após um gole, o presidente devolveu a brincadeira ao Aluísio:
– “Pronto! Virei boiola igual o maranhense”, apontando para o deputado.
E se eu disser que nem mesmo era Guaraná Jesus, e sim uma tubaína chamada Sonho?
Pois é… para PESADELO comunista, era SONHO.
Quem é do Maranhão sabe que nesses lugares bem populares normalmente não tem Jesus, Coca Cola, Heineken, etc. porque são muito mais caros que as tubaínas (genéricos).
Mesmo sabendo disso, até porque estava presente na “polêmica”, nunca quis fazer o desmentido. Afinal, nosso “conterrâneo”, que era proibido de ser “brasileiro”, por causa do presidente do Brasil, se tornou o mais brasileiro dos refrigerantes e nunca vendeu tanto.
Para alegria alegria do capitalismo americano.
Chupa mais essa comunistas.