Projeto de desenvolvimentoO senador Roberto Rocha realizou nesta terça-feira, 27, uma live em suas redes sociais para apresentar a perspectiva de engenheiros e arquitetos sobre a infraestrutura do Maranhão e os caminhos que faltam para que ela avance no estado. Participaram do debate o engenheiro e vice-presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (CREA MA), Antônio Carlos Ribeiro, e o arquiteto Marcelo Rodrigues, que representa o Maranhão no Conselho Federal de Arquitetura e Urbanismo.

Para o senador Roberto Rocha, o Maranhão só vai conseguir chegar ao desenvolvimento, se tiver investimento em infraestrutura, tais como rodovias, ferrovias, hidrovias, portos e aeroportos, além do saneamento básico. Segundo ele, para o maranhense melhorar a sua qualidade de vida, é preciso, antes, investir em produção e conhecimento.

“O que falta para o Maranhão sair desse atoleiro? Falta investir no Maranhão e no maranhense. É o básico! E investir no Maranhão é dotá-lo da maior infraestrutura para fazê-lo produzir. E para o maranhense, precisamos dotá-lo de capacitação profissional, de modo que ele não fique à margem do processo de desenvolvimento”, disse Roberto Rocha.

O senador continuou sua análise elencando alguns dos seus projetos estruturantes para o estado. Entre eles, a ZEMA – Zona de Exportação do Maranhão, gestado ainda durante a sua atuação como deputado federal.
Na oportunidade, o senador também destacou as obras de recuperação da Lagoa da Jansen, em São Luís, cujo projeto já está pronto, e que será executada pela Codevasf. Ainda para São Luís, Roberto Rocha afirmou que já está em andamento o projeto de construção Shopping Popular, que vai abrigar os camelôs do Centro da Cidade, e o projeto de construção da ponte, que vai ligar a região do Itaqui Bacanga ao bairro da Ilinha.

Durante a live, Roberto Rocha apresentou o vídeo da Ferrovia do Sol, projeto de sua autoria que visa diminuir as diferenças regionais, por meio da construção de uma estrada de ferro que vai ligar todas as estradas do Nordeste.

“Só existe obra, se tiver projeto. Por isso, estamos criando todas as condições para que possamos fazer essa obra, que deverá ser feita com capital privado. Isso não é um sonho, é uma realidade”, afirmou.

Ao longo da transmissão ao vivo, Roberto Rocha levantou questionamentos enviados por internautas e por membros dos Conselhos de Classe do setor de Arquitetura e urbanismo.

Ao ser indagado sobre a importância da Infraestrutura para retirar do isolamento, comunidades de determinadas regiões, o vice-presidente do CREA -MA, Antônio Carlos Ribeiro salientou que não tem visto grandes investimentos de infraestrutura no Maranhão.

“Infelizmente, não tenho visto muitos investimentos nessa área. Porém, para que haja desenvolvimento, é necessário alavancar a nossa malha viária, ferroviária e hidroviária. Só assim, o desenvolvimento virá de foma acelerada para todas essas regiões”, disse.

Para o arquiteto Marcelo Rodrigues, além dos portos e aeroportos serem de fundamental importância, ele também destacou a necessidade de melhorar as rodovias do estado.

“As rodovias e hidrovias são muito importantes e necessárias para que possamos ter polo de produção e soluções tecnológicas. Temos que agregar com a infraestrutura, o retorno ambiental, tanto para o investimento que foi feito, como, também, para a nossa sociedade”, destacou.

Outros projetos de desenvolvimento para o Maranhão

Durante o debate sobre projetos de desenvolvimento, ainda foram levantadas questões sobre os trabalhos de infraestrutura que estão sendo executados no Maranhão pelo governo federal.

Na ocasião, Roberto Rocha ressaltou o acordo que vai permitir que americanos lancem satélites e foguetes da Base de Alcântara. Além disso, ele lembrou que, no próximo mês de maio, será inaugurada a Ponte Sobre o Rio Parnaíba, na BR 235, que vai ligar os municípios de Alto Parnaíba, no Sul do MA, com Santa Filomena, no Piauí. O congressista maranhense também destacou os dois aeroportos de São Luís e quatro áreas do porto, que foram concedidos à iniciativa privada. Para as rodovias, Roberto Rocha afirmou que já conseguiu autorização do governo federal para federalizar a MA 006, de Balsas até Tasso Fragoso.

Ao responder à uma pergunta de internauta sobre o projeto do contorno rodoviário do município de Timon, o senador disse que já conseguiu incluir no Orçamento da União, para este ano, R$ 22 milhões para começar a obra.

“Nós estamos aqui para entregar para as futuras gerações, um mundo melhor. E como é que a gente consegue um mundo melhor? Melhorando as condições de vida das pessoas. E só vamos melhorar essas condições de vida com produção e com conhecimento. A produção só existe se houver infraestrutura, se não houver condições logísticas, não haverá produção, tampouco, desenvolvimento”, concluiu.

Repercussão

Além das redes sociais do senador Roberto Rocha, a live Roberto Bem Perto desta terça-feira foi transmitida para 24 rádios e 16 TVs espalhadas pelos municípios do estado. Para assistir a íntegra da transmissão, basta acessar o Facebook ou o canal do Youtube do senador.